como abrir uma escola

Como abrir uma escola?

Abrir uma escola, assim como toda empresa demanda muita pesquisa, planejamento e o cumprimento de alguns requisitos legais.
Se você pretende abrir uma escola, seja ela creche, ensino fundamental, ensino médio, técnico ou outras modalidades, precisa atentar-se às documentações e legislações pertinentes a cada caso.
Como sempre existe demanda para as escolas, são consideradas negócios praticamente estáveis, mas é preciso fazer a gestão financeira do seu negócio para que as contas fechem sempre no azul.

Análise e Planejamento

Para abrir uma escola é preciso entender de legislação escolar, marketing, empreendedorismo, e outros assuntos. Pesquisar tendências, definir qual será o público- alvo e qual posicionamento a sua instituição deverá ter.Realizando as pesquisas sobre o seu público-alvo, você conseguirá traçar o seu cliente ideal: quanto poderá cobrar de mensalidade, quais recursos a sua escola deverá oferecer para atrair esse público, etc.
Feita a pesquisa, é preciso avaliar o investimento necessário para tirar o seu projeto do papel.
Organize uma planilha com todos os custos necessários, seja compra, aluguel do imóvel ou reformas. Sistemas para gestão, internet e a compra de equipamentos.
Verifique também quantos profissionais a escola demandará, desde o corpo docente à equipe administrativa e de limpeza e manutenção.

Escolha do local

A localização é um fator muito importante. É preciso levar em consideração a mobilidade dos alunos e o trânsito da região.
Dê preferência a um local que não seja próximo à outras escolas. É importante entender também a demanda do público da região, para planejar toda a estrutura.

Contabilidade para escolas
Além do planejamento financeiro, escolha da região e comunicação, é importante atentar-se às questões legais.
A contabilidade para escolas deve ser tratada como nas empresas que se esforçam para manter suas contas em dia.
Ainda que prestem serviços à comunidade, as entidades escolares também devem cumprir suas obrigações legais para não ter problemas com o fisco.
A primeira etapa legal para abertura da empresa é o CNPJ, que é o número de inscrição que  oda pessoa jurídica deve ter junto à Receita Federal brasileira.
Antes de fazer a inscrição do CNPJ, é preciso definir como será constituída a empresa, se será aberta juntamente com um sócio ou individualmente. Após a abertura do CNPJ, o próximo passo é a escolha do melhor tipo de Regime Tributário.
Regime Tributário
Essa é uma etapa muito importante e que deve ser realizada juntamente com um contador especializado. Isso porque é preciso estudar qual tipo de regime tributário melhor se encaixará na realidade do seu negócio, principalmente no que diz respeito à economia no pagamento de impostos.
Atualmente no Brasil existem três modalidades: Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real.

Simples Nacional

O Simples Nacional é uma das modalidades mais utilizadas pelos empreendedores brasileiros. Essa modalidade foi desenvolvida para simplificar o pagamento de tributos em empresas de médio e pequeno porte que faturam até R$ 4,8 milhões como as Microempresas (ME), as Empresas de Pequeno Porte (EPP) e o Microempresário individual (MEI).
Lucro Presumido
O Lucro Presumido é um regime tributário para empresas que faturem até R$ 78 milhões ao ano. Esse tipo de regime tributário não pode ser adotado por alguns ramos específicos como empresas públicas e bancos.
No Lucro Presumido, o IRPJ e a CSLL são calculados com base em uma receita bruta prevista (Presunção do Lucro). Essa margem de lucro é pré-fixada por lei, com porcentagens para cada ramo de atividade.
Vale lembrar que, como os impostos são calculados a partir da presunção de lucro, caso o lucro determinado não seja atingido, os impostos continuam sendo calculados sobre o valor presumido.

Lucro Real

O Lucro Real é um tipo de regime tributário que pode ser adotado por todas as empresas, porém, é um pouco mais complexo em relação aos demais regimes.
No Lucro Real o imposto de renda e a contribuição social são apurados sobre o valor obtido de lucro líquido ao final da demonstração contábil. A alíquota é de 15% sobre o lucro real bruto, ou o chamado lucro antes dos impostos.
Os impostos são descontados mensalmente, conforme os percentuais determinados pela atividade empresarial.
Ao final do ano é calculado o lucro real e, sobre ele, o valor definitivo a ser destinado aos impostos, sendo descontados os valores que foram pagos.
Regularização da escola
Para abrir uma escola é preciso fazer também a regularização junto à prefeitura, à Secretaria da Educação, ao Ministério da Educação e à delegacia municipal de ensino. Para a regularização serão necessários alguns documentos:

● Requerimento da Secretaria de Educação, preenchido e assinado pelo representante, solicitando a regularização da escola;
● Cópia autenticada em cartório do contrato social de instituição;
● Cópia autenticada em cartório do cartão de CNPJ;
● Cópia autenticada em cartório ou original das Certidões Negativas dos Cartórios de Protesto — os documentos dos sócios, se houver, também devem ser incluídos;
● Declaração de Idoneidade assinada pelo representante da escola;● Termo de responsabilidade assinado pelo representante da escola;
● escritura do imóvel ou comprovação de aluguel sob contrato referente ao imóvel
onde a escola será instalada;
● Planta do imóvel com descrição e legenda de todas as áreas de uso;
● descrição sumária relacionando os materiais e todo o acervo que será utilizado na
instituição, além de identificação do espaço a que eles pertencem;
● Relação completa dos Recursos Humanos, ou seja, descrição dos funcionários e
suas respectivas funções e horários de trabalho;
● Plano completo para a capacitação contínua do quadro de funcionários da escola;
● Declaração de capacidade total da escola, levando em conta as medidas mínimas
apresentadas aqui e no documento;
● Duas vias do projeto político pedagógico;
● Duas vias do regimento escolar.
Contabilidade especializada em escolas

Abrir uma escola demandará do gestor, acompanhar a gestão financeira para que as contas fechem no azul.
Cuidar dos projetos, planejamentos, comunicação, corpo docente, leva muito tempo, e por isso é importante ter uma contabilidade para garantir a saúde financeira da empresa.
Cuidar da contabilidade de uma escola não é tarefa fácil, principalmente para quem não tem o conhecimento necessário sobre o assunto. Por isso, não abra mão de ter ao seu lado, uma contabilidade especializada.
A Bento Contabilidade têm uma equipe de especialistas em contabilidade para escolas e instituições de ensino.
Nossos profissionais fazem todo o acompanhamento desde a abertura da empresa, fornecendo as informações necessárias rapidamente e de forma segura para que você se preocupe com o que realmente importa.
Entre em contato conosco e solicite um orçamento!