Dicas para pequenos negócios enfrentarem a crise do coronavírus

Quem diria que em março de 2020 o Brasil passaria por tanta transformação? Ou melhor, o
mundo inteiro entrar em um ciclo de modificações? Após o início dos casos de COVID-19
no país, a saúde foi comprometida e a economia consequentemente sofreu também.
Infectologistas e especialistas do ramo da medicina pediram para que houvesse
quarentena, assim diminuiria os casos de coronavírus. Porém, isso trouxe caos, medo, e
problemas para pequenos negócios. Mas, será que está tudo perdido? Como lidar com os
possíveis prejuízos que estariam por vir? Iremos te dar algumas dicas de como passar por
cima de algumas dificuldades que podem estar te atrapalhando nesse exato momento:

1- Utilize a internet ao seu favor

Agora que a grande maioria das pessoas estão em suas casas, por que não divulgar seus
serviços/produtos de forma digital? A maioria está mais presente no Instagram, Facebook,
Youtube e você pode chegar até ela. Se seu negócio tem a possibilidade de realizar
delivery, venda online, é uma oportunidade e tanto de melhorar seus resultados.

2- Negociar

Se você tem acesso a fornecedores, negocie, faça parcerias. O escritor ​ Gustavo Cerbasi,
especialista em temas financeiros, está fazendo lives em seu Instagram, e recentemente
disse justamente sobre o poder das parcerias, e de como as empresas maiores podem se
unir a empresas menores e juntas crescerem. Seria um momento de união, para que todos
saiam por cima dessa pandemia.

3- Montar uma estratégia

Analise os gastos da empresa, corte custos radicalmente independente de isso afetar uma
parte da produção. Fique de olho em pagamentos não necessários.

4- Venda o que tem mais saída

Foque em vender os produtos do seu negócio que possuem mais demanda, para ter mais
retorno e trazer mais estabilidade para você e sua empresa. Realce o que te dá mais
resultado!

5- Cuidado com projetos em andamento

O ideal é não expandir, gastar com obras, com construções. Não é o momento de colocar
recursos! Fique atento a isso para não ter dores de cabeça mais para frente.


6- Crie

O ​ home office não era tão valorizado como hoje. Saiba criar soluções, inventar maneiras
criativas de realizar suas vendas de forma personalizada. E olhe para seu concorrente de
outra maneira, porque sobreviver sozinho a essa crise torna tudo mais difícil. Pode sugerir
uma permuta de comissões, negociar produtos e serviços, saiba inovar!

7- Estude o cenário

O ​ SEBRAE está disponibilizando conteúdo sobre gestão de finanças e maneiras de passar
por essa crise com mais tranquilidade e clareza do que realmente fazer. O ​ coronavírus
mexeu com os segmentos, e cada empreendedor deve observar qual a demanda da sua
cidade, que tipo de público possui e observar quais tópicos acima seriam bons. Mas, além
disso, ao invés de focar em notícias diárias sobre quantas pessoas morreram por conta do
COVID-19, você pode estudar sobre empreendedorismo com especialistas no assunto.
Muitos criadores de conteúdo estão fazendo lives no Instagram, Youtube, dando dicas
desde investimento até a administração de negócios. Aqui vai uma lista com alguns nomes
e perfis recomendados que estão dando “aulas” gratuitas sobre esse assunto:

Thiago Nigro​ , Instagram: @thiago.nigro (finanças)
Flávio Augusto​ , Instagram: @geracaodevalor (empreendedorismo e finanças)
Gustavo Cerbasi​ , Instagram: @gustavocerbasi (empreendedorismo e finanças)
Bruno Pinheiro​ , Instagram: @brunopinheiro.me (empreendendorismo)
Além da Facul​ , Instagram: @alemdafacul

E existem sites que trazem dicas muito importantes para saber manter a calma, dicas de
networking pela internet, maneiras de fazer reuniões online, que trazem uma luz também
agora nessa época de preocupação com ​ coronavírus​ :

Forbes
Push
Pequenas Empresas e Grandes Negócios
B9 Podcasts

“Quem sobrevive não é o mais forte, nem o mais inteligente, é quem se adapta mais
rapidamente” – Insight retirado da live realizada no Instagram, no dia 19 de março, do
Thiago Nigro. Caso queira ler mais, pesquise por @camilaferrreira no Instagram e clique
nos destaques “anti-crise”. Por lá tem todos os resumos importantes com muito conteúdo!

8- Cuide da sua saúde mental e física

Esse é o último item e um dos mais importantes porque nesse atual cenário de pandemia, e
crise econômica, vem à tona toda a questão de fragilidade que temos. Lavar as mãos
corretamente, evitar sair de casa, higienizar compras que são feitas por delivery, não
colocar as mãos no rosto durante o dia, não é uma garantia de que estaremos livres desse
vírus ou de qualquer outra doença, mas certamente contribuirá na prevenção. A saúde é
sensível e se você não policiar seus pensamentos e ações, pode baixar a imunidade e ficar
mal. Então, coloque na sua lista de tarefas:

● Fazer um pouco de exercício todo dia
● Beber muita água
● Comer bem (isso inclui menos doces e mais frutas)
● Veja um filme que você goste, relaxe sua mente
● Ouça músicas alegres
●Pare de olhar a cada segundo o celular em busca de notícias sobre o coronavírus no
Brasil, pandemia, COVID-19 ou epidemia.
● Medite quando vier ansiedade
● Desabafe com um amigo (sim, faz vídeo chamada se precisar, ou então chame o
marido, esposa, filho, para conversar sobre o que te deixa mal e inquieto(a).
● Leia aquele livro que está um tempão na prateleira.
● Se permita não fazer nada, olhar o céu, tomar sol.

O nosso corpo é pura química e esse tipos de atitudes citadas acima podem ativar boas
substâncias de prazer e satisfação, além de potencializar sua imunidade, ganhar vitamina D
(caso aproveite muito o sol), e ficar em forma e equilibrado(a) para lidar com os estudos e
estratégias que irá planejar para seu negócio nessa atual fase de coronavírus.

Enfim, agora que você teve acesso a todas essas dicas, que tal começar a colocar em
prática? Pode parecer difícil em meio há tanta informação e tragédia, mas mude o ângulo,
veja os lados positivos e entenda que é no meio das dificuldades que vem os grandes
aprendizados. Caso tenha ficado com algumas dúvidas, entre em contato conosco da
Bento Contabilidade​!

@import url(https://bentocontabilidade.com.br/wp-content/plugins/siteorigin-panels/css/front-flex.min.css); #pgc-2744-0-0 { width:100%;width:calc(100% – ( 0 * 30px ) ) } #pl-2744 #panel-2744-0-0-0 { } #pl-2744 .so-panel { margin-bottom:30px } #pl-2744 .so-panel:last-child { margin-bottom:0px } #pg-2744-0.panel-no-style, #pg-2744-0.panel-has-style > .panel-row-style { -webkit-align-items:flex-start;align-items:flex-start } @media (max-width:991px){ #pg-2744-0.panel-no-style, #pg-2744-0.panel-has-style > .panel-row-style { -webkit-flex-direction:column;-ms-flex-direction:column;flex-direction:column } #pg-2744-0 > .panel-grid-cell , #pg-2744-0 > .panel-row-style > .panel-grid-cell { width:100%;margin-right:0 } #pl-2744 .panel-grid-cell { padding:0 } #pl-2744 .panel-grid .panel-grid-cell-empty { display:none } #pl-2744 .panel-grid .panel-grid-cell-mobile-last { margin-bottom:0px } }