Pandemia COVID-19: 10 razões para você começar hoje mesmo o seu negócio digital

Uma pandemia chegou e trouxe caos e transformação no mundo inteiro neste ano de 2020. Diante tantas modificações, uma delas tem estado em evidência: o crescimento de negócios digitais. Com o distanciamento social, muitas pessoas tiveram de trabalhar em home office, e outras viram suas empresas se afundar em dívidas e problemas de logística. Dessa maneira, o empreendimento online começou a ganhar destaque. Você conhece esse tipo de negócio?

De acordo com a Resultados Digitais: “O empreendedorismo digital acontece quando um negócio é totalmente, ou ao menos em sua maioria, montado e comandado na internet. Esse modelo de negócio dispensa, assim, espaço físico, aluguéis e atendimento presencial, sendo ideal para quem busca flexibilidade, um investimento inicial menor e independência – ou seja, pessoas que procuram ser o seu próprio “chefe”. Você acha interessante a ideia de ter um negócio assim e se reinventar em meio a pandemia do Covid-19? Separamos 10 razões para você começar hoje mesmo o seu negócio digital e ganhar mais dinheiro mesmo tem tempos de pandemia, flexibilização, quarentena e crise econômica! Confira:

  1. Home Office gera menos gastos

    O fato de não precisar se locomover até o trabalho pode gerar grande impacto financeiro. Menos gasto com combustível, automóvel, alimentação (sim, se você morar longe do local de trabalho, geralmente precisa comer algo no meio do caminho), além de aluguel, água, luz, da empresa. Sem contar os itens essenciais que tornam seu negócio, único como: manequins (se sua empresa for de moda), refrigeradores (caso seja do ramo alimentício), computadores bons (se for um negócio de marketing), e tantos outros detalhes de decoração e itens personalizados. Com o home office, o seu trabalho se torna mais prático, e o melhor, no conforto da sua casa.

    Todo o investimento que você iria possuir com um local físico, pode ser reaproveitado em campanhas corretas de marketing, por exemplo. Assim, aumentaria as vendas pela internet e iria alcançar mais resultados positivos. Colocando no papel cada passagem de ônibus, metrô, gastos de gasolina mensais, e dos snacks já vai ser assustador ver o valor que você iria economizar!

    O SEBRAE afirma: “Se você tem a possibilidade de oferecer seus produtos ou serviços de forma online, é a melhor forma de aproveitar. Sem poder frequentar shoppings e centros comerciais, os consumidores estão se voltando para as compras em sites, principalmente, quando estamos falando de itens de primeira necessidade, como produtos de higiene e alimentos.”

  2. Flexibilidade de horários

    Já imaginou não precisar acordar 06:00 para chegar no serviço às 09:00? Então, ao empreender em um negócio digital, você ganha mais autonomia para organizar seus horários e ter mais tempo para si mesmo ou para aproveitar sua família, realizar um projeto novo, fazer exercício, e etc. De certa forma, você precisa ser disciplinado e saber o momento de trabalhar e o momento do lazer.

  3. Possibilidade de alcançar mais pessoas

    Com um negócio físico, você pode se conectar muito mais com quem está ao redor. Porém, com um empreendimento digital, mesmo em meio a pandemia do Covid-19, você ganha uma vantagem: alcançar quantas pessoas quiser, em qualquer região do mundo! Suas vendas se ampliam. Não é voltado para o vizinho da sua amiga que mora na rua ao lado, mas sim, para uma pessoa X, que ganha X e que sofre com dores de cabeça e ao comprar seu produtos mesmo lá na China, vai conseguir se sentir melhor ao consumir o que você tem a oferecer.

  4. Você pode criar sozinho um produto digital

    Para realizar trabalho como empreendedor digital, há a possibilidade de criar conteúdo online e vendê-lo. Você pode criar sozinho algo interessante, e realizar as vendas dentro da sua casa. Mas não basta apenas tirar o projeto do papel, você precisará também se envolver nas questões de humanização: “Compartilhar os bastidores do seu negócio também pode ajudar a se conectar melhor com os clientes – e servir de base para apoiá-los.” diz o site Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

  5. Vender por quantas redes sociais desejar

    Seu negócio digital não precisa obrigatoriamente possuir um site. Seria muito bom, mas se tiver poucos recursos para investir, as redes sociais se tornam essenciais para fazer a empresa girar e realizar muitas vendas: “Embora a construção de relacionamento a longo prazo seja importante, estratégias de curto prazo ajudam a ganhar fôlego neste momento. Uma das possibilidades é investir em anúncios em plataformas online, como o Google e as próprias redes sociais. Só colocá-los no ar, porém, não garante resultados.” afirma a revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios. Sendo assim, vale pensar em contratar um profissional especialista em marketing que realize trabalho de freelancer, ou ir em busca de uma agência de comunicação, como a Definitiva Digital, empresa que cuida do marketing digital aqui da Bento.

    O fator chave neste item, é o investimento em redes como Instagram, Facebook, e-mail, para conseguir reais lucros com seu negócio online, mesmo dentro de um turbilhão de emoções que a pandemia do Covid-19 trouxe. Saber se comunicar com seu público, é primordial, ainda mais neste momento em que tudo está se transformando.

  6. Opção de se adaptar

    Com o negócio digital, você não precisa ser apenas o produtor de um infoproduto. Há possibilidade de ser afiliado, realizar dropshipping, criar uma loja virtual, produzir conteúdo para Youtube, realizar serviço de assistente virtual, fazer edição de vídeos, executar trabalho relacionado a suporte para empresas e muito mais. O mundo da internet é vasto e possui diversas opções de trabalhos que podem ser realizados.

    Portanto, se você quiser fazer renda extra, ou ter 2 tipos de trabalho, esta é uma boa chance para você ganhar mais dinheiro apesar da pandemia. Fora que por ser tudo voltado para o digital, há chance de ambos os trabalhos se interligarem. Com internet tudo fica mais simples.

  7. Seu negócio digital acompanha mudanças de consumo

    De acordo com a Resultados Digitais: “…quando falamos em vendas pela internet os números são positivos. Já vimos que as compras feitas online de vários setores continuaram crescendo mesmo em meio à pandemia e o número de brasileiros com acesso à internet cresceu. Para não restar dúvidas, cito ainda um estudo realizado pelo NZN Intelligence, que apontou que as compras online são a preferência de 74% dos consumidores brasileiros.”

    Dessa maneira, apesar da pandemia causar tantos estragos na economia e na saúde mundial, você e sua empresa não iriam ficar paradas por não ter como vender. A Gazeta publicou em seu portal de notícias 8 pontos que estão tornando este momento de pandemia tão difícil para o Brasil. E adivinha? O segundo item listado foi: “ Empresas fechadas ou com operação parcial: Várias atividades foram paralisadas por ordem do governo para tentar conter a transmissão do vírus. O comércio foi um dos mais afetados. Bares, restaurantes, academias, e serviços de entretenimento também sofrem um duro baque. Setores como o de turismo também vivem dias de caos, já que as pessoas também deixaram de viajar ou gastar com lazer.”

    Portanto, com o negócio online, há mais chances de se sobressair diante este cenário.

  8. Valores menores para vender mais

    Com esse problema financeiro que a Covid-19 nos trouxe, o seu negócio digital consegue sobreviver neste atual momento se manter valores menores e entender como está a vida da população com a questão de desemprego ou redução de jornada de trabalho: “… conforme explica o economista Eduardo Araújo: “ Há um empobrecimento coletivo das pessoas diante da perda salarial com essas medidas, ou porque ficaram desempregadas ou porque ainda são autônomos e não estão tendo como trabalhar.” diz A Gazeta.

    Pensar no seu cliente trás a humanização que citamos acima e, consequentemente, mais retorno para seu negócio digital.

  9. Chances de parceiros online

    Você já ouviu falar do famoso “boca a boca” que faz com que empresas cresçam sem necessariamente investir em marketing, mas sim, em atender bem os clientes, que consequentemente retornam e recomendam seu negócio, certo? E se isso acontecesse de maneira online, mas com a ajuda de empresas parceiras? Vamos supor que você abriu uma loja digital de sapatos e uma loja de roupas fecha parceria com você. Ambas se divulgam, no ambiente virtual e possuem possibilidade de realizar lives, projetos, sorteios, promoções. Pensando no crescimento das duas partes.

    De acordo com a UOL: “O Brasil abriu mais de uma loja virtual por minuto desde o início do isolamento social, em março. Em pouco mais de dois meses, foram 107 mil novos estabelecimentos criados na internet…”. Portanto, nasce a oportunidade de se unir com empresas que possuam os mesmos valores que você. O universo virtual é favorável para isso.

  10. Contabilidade na palma das mãos

    Apesar do seu negócio ser digital, você pode contar com serviços de contabilidade que trarão um diferencial à sua empresa, durante e após a pandemia. Já pensou em possuir uma equipe de profissionais, especializada para te auxiliar no seu empreendimento digital mesmo com a Covid-19? Um time que está disponível para atendimento no Whatsapp? Ou então por Skype? Nós da Bento Contabilidade damos suporte total para negócios digitais!

    Enfim, não deixe de criar seu negócio digital. Terão desafios, aprendizados, e conteúdos que deverão ser lidos e relidos, mas que realmente irão trazer resultados para sua empresa, e muito sucesso. O mundo digital veio para ficar! Aproveite que este momento de mudança é coletivo e faça acontecer. Se ficou com alguma dúvida, entre em contato conosco da Bento Contabilidade, teremos muito prazer em te auxiliar.


@import url(https://bentocontabilidade.com.br/wp-content/plugins/siteorigin-panels/css/front-flex.min.css); #pgc-2830-0-0 { width:100%;width:calc(100% – ( 0 * 30px ) ) } #pl-2830 #panel-2830-0-0-0 { } #pl-2830 .so-panel { margin-bottom:30px } #pl-2830 .so-panel:last-child { margin-bottom:0px } #pg-2830-0.panel-no-style, #pg-2830-0.panel-has-style > .panel-row-style { -webkit-align-items:flex-start;align-items:flex-start } @media (max-width:991px){ #pg-2830-0.panel-no-style, #pg-2830-0.panel-has-style > .panel-row-style { -webkit-flex-direction:column;-ms-flex-direction:column;flex-direction:column } #pg-2830-0 > .panel-grid-cell , #pg-2830-0 > .panel-row-style > .panel-grid-cell { width:100%;margin-right:0 } #pl-2830 .panel-grid-cell { padding:0 } #pl-2830 .panel-grid .panel-grid-cell-empty { display:none } #pl-2830 .panel-grid .panel-grid-cell-mobile-last { margin-bottom:0px } }