Como se preparar para vender com Dropshipping?

Você conhece a história da Amazon? Jeff Bezos, fundador da Amazon, começou vendendo itens pela internet armazenados em um armazém. Mas, isso não quer dizer que tudo que compramos veio diretamente do armazém de Bezos. A amazon, assim como o Mercado Livre, Americanas, eBay, Magazine Luiza e entre muitas outras não vendem apenas o seu estoque de produtos, mas vendem os produtos de outras pessoas (terceiros). Tudo isso graças ao dropshipping.
Se você nunca ouviu falar nesse termo, não fique desesperado. Continue lendo, que vou te explicar de uma forma bem simples e fácil para você conseguir entender um pouco sobre.

O que é Dropshipping?

Drop = largar
Shipping = remessaDropshipping seria “largar remessa”. Basicamente, este nome está relacionado em deixar o estoque de produtos e a entrega por conta de outras empresas.
Utilizando o exemplo da Amazon, se você for até o site (e-commerce) e realizar a compra de determinado produto, o e-commerce faz a venda e envia para você. Já o fornecedor, precisa enviar o item para o cliente que comprou em nome da Amazon. Assim, você receberia o valor cobrado pelo produto, mas pagaria uma taxa para a Amazon.
Se esse termo ainda está muito novo no seu vocabulário, você deve achar que isso é um modelo de venda muito recente. Mas o dropshipping no Brasil não é algo que acabou de chegar. Certamente, você deve se lembrar da famosa TekPix, que era vendida em canais de TV, em que o consumidor deveria ligar para o número que aparecia ali e realizar a compra. Este é um exemplo da utilização do dropshipping, em que eles utilizavam essa forma de gestão de logística.
Agora, se ficou interessado sobre o assunto e tem perguntas como “Como começar com dropshipping?”, continue lendo vamos explicar detalhadamente sobre o tema.

Encontre o que é mais buscado

A escolha do produto importa, já que é necessário haver uma necessidade e uma falta daquilo no mercado. Foi como Bezos obteve sucesso. Ele analisou o que estava em falta no mercado e propôs aquilo que as pessoas precisavam. Uma dica para este passo é fazer pesquisas no Google com palavras-chave e ver o que é mais buscado.

Escolha de fornecedores

Antes de tudo, escolha qual será seu fornecedor de dropshipping, de olho na qualidade da entrega dos produtos (se possui monitoramento do envio e de estoque), assim como o preço cobrado por eles.

A oferta para o usuário

Após escolher o produto e o fornecedor, o fornecedor irá mostrar a quantidade que será possível de colocar à venda no seu e-commerce. É claro que o preço também será definido por ele.

Se regularize

Como qualquer outro vendedor na internet, você precisará ter CNPJ. Assim, busque um serviço de contabilidade. Nesses casos, a contabilidade tributária sempre é muito requisitada, já que você terá que escolher um dos quatro regimes para seguir. Por isso, a contabilidade é um serviço essencial, já que sem ela, abrir a empresa e gerenciar as receitas e saídas seria uma tarefa a mais. Então, delegue este serviço e deixe para que nós, da Bento Contabilidade, consigamos fazer parte dos seus sonhos e torná-los reais.

Essas são as preparações básicas para entrar no mundo do dropshipping. Se você ficou curioso quais as próxima etapas, acompanhe o artigo:

Do fornecedor para o cliente

Esta parte em que envolve o empacotamento do seu produto e do envio fica por conta do fornecedor. Ele também irá fornecer um código de acompanhamento para a sua empresa. Muito fácil, não é?

Em caso de devolução

Caso o consumidor não queira ficar com o produto, você também não irá precisar se preocupar, pois todo essa logística inversa será por conta do fornecedor (menos o contato com esse cliente, que fica sempre por conta da loja virtual).
O dropshipping é algo muito prático, em que todo o processo de transporte e estoque ficam praticamente invisíveis para você. O consumidor verá apenas a sua marca desde o momento da compra até a entrega, então, se seu fornecedor não fizer um bom serviço, logo, sua marca terá avaliações negativas.

Que benefícios traz?

Se você está se perguntando se vale a pena entrar para este modelo de negócio, ou está inseguro para dar o pontapé inicial, vou te mostrar que o dropshipping é legal e possui diversas vantagens:

1. Menos capital
Para se empreender no dropshipping, não é preciso de um saldo gigantesco na conta bancária. Mas, olhando para o lado do fornecedor, um bom capital inicial ajudaria a dar o start que o empreendimento precisaria, já que são alguns detalhes a se ficar atento.

2. Uma forma fácil de começar seu negócio
Lidar fisicamente com produtos precisa de muito gerenciamento e muito contabilidade geral envolvida. Isso porque, no dropshipping, após cada venda sua responsabilidade se resume a observar os números e dar continuidade às vendas.

3. Possui flexibilidade regional
Se você mora um local metropolitano em que o preço dos aluguéis são muitos altos, ou se no local que você está, mal possui armazéns para serem alugados, o sistema de dropshipping evitaria todos esses problemas.

4. Possibilidade de oferecer um leque maior de produtos
Testar novos produtos ou até mesmo vender itens menos procurados não será um problema. Isso porque, você não precisa ter o produto em mãos para conseguir ofertar.

5. É fácil de escalar o seu negócio
Se uma pessoa possui uma loja física e seu negócio não para de crescer, logo o investimento cresce a altura. Nos casos de uma marca que funciona como dropshipping, essa conta costuma bater e fechar com maior facilidade.

Viu só? Você está totalmente pronto para impulsionar seu negócio ou até mesmo tirá-lo do papel para que se torne realidade. Comece procurando alguns parceiros e alguns contadores que irão facilitar todo esse processo na hora da regularização com as leis de onde você mora. Agora, coloque as mãos na massa e vá fundo, para que assim, você alcance o seu sucesso.
E, se mesmo após ler esse artigo, ainda tiver dúvidas de como funciona a contabilidade para dropshipping, entre em contato com a gente!