Dropshipping: Como garantir o sucesso financeiro com o apoio da contabilidade

O que significa dropshipping? Para ficar um pouco mais fácil de entender, a palavra “drop” significa largar e “shipping” significa remessa. Juntando ambas, “largar remessa”, é o verdadeiro significado de dropshipping. Esta ainda é uma palavra muito nova e que está sendo adicionada ao vocabulário dos brasileiros aos poucos. Para te explicar melhor, é necessário que você não confunda marketplace com dropshipping. O dropshipping nada mais é que uma estrutura que dá apoio para o revendedor de um produto, tendo todos os produtos a pronta entrega e enviando diretamente para o cliente. Um claro exemplo que podemos dar é a Época Cosméticos. Lá, existem produtos de diversas marcas e de diversos vendedores. Ou seja, a Época Cosméticos revende uma base da marca X em seu site, e o fornecedor se responsabiliza por manter o estoque e enviar o produto ao cliente. Portanto, o site da Época Cosméticos atua apenas como um intermediário nesta venda. Entretanto, mesmo que o nome desta técnica ainda não seja muito popular, não significa que seja uma maneira nova de se fazer comércio. Canais de televisão,assim como estações de rádio, já utilizavam o dropshipping antes mesmo da internet começar a utilizar. Um exemplo disto é aqueles comerciais de produtos que devem ser comprados pelo telefone. Aposto que você ao ver o programa de domingo, por exemplo, já viu algum produto ser vendido desta forma. Agora, nas lojas virtuais, grandes nomes de sites se mantêm em pé graças a esta técnica. Consegue imaginar alguma? O eBay, AliExpress, são exemplos disso.
Para você entender melhor, vamos supor determinada situação: um cliente deseja comprar um creme para os cabelos na Época Cosméticos. Assim, após efetuar a compra, a Época Cosméticos transfere o pedido para o fornecedor, e ele irá fazer todo o processo de entrega deste produto. Logo, esse site no dropshipping funciona como um assessor.

Como a contabilidade atua nesse segmento?
Agora que você viu que o dropshipping no Brasil vem ganhando força e se desenvolvendo cada vez mais, a contabilidade é uma ferramenta essencial para este tipo de negócio. Como você viu antes, os sites se disponibilizam para que o vendedor coloque seu produto e que ele cuide de todo o processo. Logo, há dois lados desta história: quem vende e quem fornece a plataforma.
Para quem vende, a contabilidade geral deve ser muito presente. Isto porque, ele irá cuidar de muitos processos, como verificar o estoque, a quantidade de produtos vendidos, o preço que se deve pagar para o transporte fora todas as burocracias que essas etapas envolvem. Além disso, quando este vendedor começar a vender e lucrar, ele precisará de um CNPJ e logo escolherá o regime tributário no qual fará parte. Até porque, se o faturamento começa a crescer, os impostos começam a vir, não é mesmo? Então, ele precisa ficar atento com mais esta responsabilidade, para que não pague futuras multas e se prejudique. Logo, a contabilidade tributária se faz necessária.
Já o fornecedor que irá participar apenas como intermediário, ele irá se livrar de grande parte das burocracias e da responsabilidade de entregar o produto para o cliente final. Isso porque, ele arcará com pequenos custos, e ainda receberá taxas por deixar que o vendedor utilize o site. Logo, a contabilidade é um serviço essencial, principalmente a contabilidade comercial, para que tudo continue se encaminhando.

Vantagens do dropshipping
Depois de tudo isso, aposto que você deve estar se perguntando se vale a pena investir nessa técnica. Elas realmente são muito atrativas, pois ambas as partes se beneficiam. Fique de olho que vou te mostrar abaixo as vantagens de investir neste modelo de negócio:

1 – Menos capital para começar a empreender
Do lado de quem vende, o dropshipping é uma ótima ideia para quem quer empreender e não tem muito capital inicial. Isso porque, a plataforma já está pronta para ser utilizada, e o que resta é apenas investir em um inventário de produtos.
Para o fornecedor, ele apenas precisa ter a plataforma no ar, sem se preocupar com produtos e estoques.

2 – Mais fácil começar seu negócio online
Não precisar lidar com os produtos fisicamente e apenas com sua entrega certamente facilita o processo de venda. Até porque, após a venda o que resta é ficar de olho na avaliação dos clientes e dar continuidade ao ciclo.

3 – É garantia de flexibilidade regional
Alguns locais possuem preços de aluguéis e armazéns muito elevados. Logo, se torna inviável alugar para armazenar o estoque. Então, criar uma plataforma de vendas e deixar com que outras pessoas cuidem disso é uma “mão na roda”. Com o modelo de dropshipping, nada disso será problema.

4 – É uma possibilidade de oferecer uma variedade maior de produtos
Como sua plataforma contará com vários vendedores, logo, ele oferecerá um grande leque de produtos. Além disso, será mais fácil de testar o mercado com alguns itens menos procurados.

5 – É fácil de aumentar o seu negócio
Com a contabilidade cuidando disso para você, não haverá problemas. Contudo, se sabe que quando um negócio dobra ou triplica, é preciso aumentar o investimento também. Já com o dropshipping, esta conta baterá mais facilmente. Isso porque, se um maior número de pessoas começar a comprar os produtos, essa parte de logística e estoque será repassada para o vendedor, e você cuidará apenas para que não haja problemas no site.

Quanto dá pra ganhar com dropshipping?
Esta pergunta não possui uma resposta específica. Se você consultar a contabilidade financeira especializada em dropshipping, ela te dirá que para vendedores este valor irá depender de fatores como taxas da plataforma, custo de envio, frequência de vendas e valor dos produtos. Já para os empreendedores que irão disponibilizar a plataforma, este valor dependerá diretamente da quantidade de vendedores que seu site terá, das vendas e da taxa que será cobrada sobre essas vendas.

Pronto! Agora você já está craque em dropshipping e já sabe qual a importância da contabilidade. Isso vai te ajudar a impulsionar o negócio e até mesmo tirar o planejamento do papel. Ela é uma forma segura de investir, mas deve ser feita com cautela e com ajuda de profissionais. Conte com um contador para planejar e tomar decisões com precaução. Que tal começar procurando alguns parceiros e finalmente colocar a mão na massa?

Entre em contato com a Bento Contabilidade e tire suas dúvidas.