Contabilidade para Afiliado e Produtor Digital

Mais do que nunca, o mundo digital está super presente no nosso dia a dia. A pandemia do coronavírus deixou isso ainda mais evidente com a migração do trabalho para o home office. E, tudo indica que esse será um caminho sem volta. As pessoas cada vez mais estão conectadas, seja pelo celular, computador ou tablet. Assim, isso certamente é uma ótima notícia para empreendedores que querem criar seus negócios digitais, como afiliado ou produtor digital.

Nunca ouviu falar nessas duas palavras? Então você está atrasado! Mas calma, vou te contar o que é cada uma delas para você se atualizar:

Afiliados – afiliado é aquela pessoa que recebe para promover ou indicar produtos de outras pessoas. Logo, ele pode ser afiliado a produtos físicos ou digitais. Você pode não conhecer a palavra afiliado, mas com toda certeza já viu coisa deste tipo no Instagram, principalmente. Para cada venda que o afiliado faz, ele recebe uma certa comissão já definida pelo produtor.

Produtor digital ou infoprodutores – se você já baixou um ebooks, viu vídeo aulas, ou até mesmo baixou apostilas, cursos e aplicativos, você já teve contato com os infoprodutos. Assim, infoprodutos são conteúdos limitados ao meio digital criados por pessoas, chamadas de infoprodutores. Então, se você viu a aula no YouTube de algum professor, saiba que ele é um infoprodutor, pois ele é produtor de conteúdo digital.

Trabalhar como afiliado ou ser um produtor digital são negócios muito lucrativos. Mas, como o mercado digital é um mundo extremamente amplo e alguns segmentos são relativamente muito novos, muitas dúvidas podem surgir para aquele infoprodutor que já está no ramo a muito tempo ou até mesmo para um afiliado iniciante.

Ter um negócio digital traz grandes responsabilidades e envolve muitas burocracias, e mesmo nesse mundo, esses serviços digitais não fogem da contabilidade. Vamos combinar que a contabilidade tem diversas regras, e quando se mexe com dinheiro, a coisa fica ainda mais séria. Muitos profissionais afiliados e infoprodutores começam de forma irregular, e só depois percebem a importância de uma contabilidade, principalmente quando os problemas começam a vir à tona.

A primeira dica é: não faça isso.

Com a contabilidade geral do seu negócio digital, suas chances de alcançar o sucesso são maiores. Isso porque o profissional contábil te dará o suporte para evitar problemas com o fisco, pagar menos impostos e ficar dentro da lei.

Quer saber mais sobre contabilidade para afiliados e produtores digitais? Continue lendo, abaixo separamos algumas das perguntas mais frequentes sobre o assunto:

O que preciso para abrir minha empresa?
Se você começou a trabalhar nesses segmentos como pessoa física e agora precisa mudar para pessoa jurídica, é necessário contatar a contabilidade tributária para alinhar alguns pontos. Isso porque, será preciso discutir um pouco mais sobre o seu empreendimento digital e conhecer seu perfil de negócio. Assim, o contador conseguirá fazer a melhor tomada de decisão para o seu protótipo. Depoisde definir com o contador qual regime tributário se cadastrar, serão necessários alguns documentos:

  • Comprovante de endereço;
  • Cópias de documento de identidade e CPF;
  • IPTU do local onde será a sede de sua empresa;
  • Número do Título de Eleitor;
  • Recibo de Entrega do Imposto de Renda (se tiver).

Posso iniciar no mercado digital como MEI?
Pode, mas é preciso se enquadrar em algumas regras do Microempreendedor Individual (MEI). Logo, falar com o contador para saber se seu negócio cumpre ou não com as regras do MEI é fundamental.

Já ultrapassei o limite do MEI, o que devo fazer?
Para ser MEI é preciso ter uma renda que não ultrapasse 81 mil por ano. Caso o infoprodutor ou afiliado não tenha mais condições de ser microempreendedor individual, ele deve migrar para o Lucro Presumido ou Simples Nacional.

Simples Nacional ou Lucro Presumido?
Cada empreendedor tem suas necessidades, por isso, cada caso deve ser analisado pelo contador individualmente. Normalmente, o Simples Nacional é o regime que os afiliados e produtores digitais mais se enquadram.

Quanto vou pagar de imposto?
Isso depende de qual regime tributário o profissional estiver inserido. Se você estiver inserido no Simples Nacional e tiver um faturamento médio de 15 mil mensais, a taxa de juros que a pessoa jurídica deve pagar de imposto é de 6%. Após essa faixa, a tabela da taxa de imposto é progressiva, sendo: 8,21%, 10,26%, 11,31% e assim por diante.

Quando vale a pena ter um CNPJ?
É simples: quando seu faturamento começar a subir e ultrapassar o valor permitido pelas plataformas digitais, você deve abrir um CNPJ.

São muitos os benefícios de abrir o CNPJ, tais como:

Passa credibilidade: com o tanto de pessoas mal intencionadas na internet, ter credibilidade é uma qualidade que pode te diferenciar dos outros. Se você se formalizar, mostrará ao público que segue as normas e estará regularizado.

Condições de crédito melhores: se um dia você precisar pedir crédito ao banco, conseguirá taxas mais baixas e valores maiores do que uma pessoa física conseguiria.

Preciso emitir nota?
Sim! Muitas pessoas acham que infoprodutores e afiliados não precisam emitir notas fiscais, mas isso é um mito. Os infoprodutores precisam emitir nota para todos os clientes que vendeu, e os afiliados precisam emitir nota para os produtores. Contratar um serviço de automação caso a demanda seja grande pode ser a solução para não ficar super atarefado.

Nós da Bento Contabilidade temos contadores especializados para o produtor digital e para afiliados. Somos especializados em contabilidade digital, contabilidade tributárias e contabilidade fiscal, segmentos da contabilidade que são de suma importância para esses profissionais.

Um negócio digital lucrativo deve contar com os serviços contábeis para que ele dê suporte a todas tarefas burocráticas que os afiliados e produtor digital precisam.

Vamos te ajudar a pagar menos impostos e manter seu empreendimento dentro das normas e leis exigidas. Assim, você conseguirá se concentrar em suas atividades e manter seu negócio em pé. Até porque, tempo é dinheiro, não é mesmo? Nós
recomendamos que você não faça tudo isso sozinho. Fale agora mesmo com um dos nossos colaboradores!