Dropshipping: prós e contras desse desse modelo de negócio digital

Afinal, o que é dropshipping?

Esse modelo de negócio digital propõe uma maneira super inovadora de se fazer um empreendimento: não tem a necessidade de local físico, estoque ou manipulação do produto.

Mas vamos com calma. Primeiro, vamos entender o que é o dropshipping no Brasil.

Neste segmento, os clientes fazem seus pedidos ao fornecedor. Esse fornecedor irá cuidar do envio dos produtos para o cliente, mas em nome da empresa. Essa forma de fazer negócio pode ser tanto nacional como internacional.

Esse negócio digital de sucesso permite que a empresa funcione assim:

  • Ao começar o seu negócio digital do zero de dropshipping, esses vendedores de e-commerce escolhem os produtos dos fornecedores parceiros;
  • O cliente faz o pedido pela loja online (e-commerce) e o pagamento;
  • Automaticamente, o pedido é enviado para o fornecedor escolhido para que ocorra o faturamento;
  • Os fornecedores para dropshipping ficarão responsáveis pela entrega. Não só ela, mas também pela embalagem, e todo o processo que envolve essa cadeia de distribuição.

Esse é um tipo de ideia de negócio digital extremamente interessante, pois elimina diversas necessidades e obrigações que um dono de comércio físico ou com sua própria distribuição de produtos online tenha. É uma maneira simples e versátil, em que exige apenas um notebook e conexão à internet.

Para que todo esse fluxo aconteça, se espera que ele tenha 5 estágios na plataforma da loja virtual:

  1. Pedido aprovado;
  2. Pagamento aprovado;
  3. Em separação;
  4. Despachado;
  5. Entregue.

Quando o pedido é entregue, o cliente vê através da nota fiscal que não comprou do e-commerce X, mas sim do fornecedor em questão.

Agora que já entendemos como esse negócio digital de sucesso funciona, vamos começar falando dos prós e contras:

Prós do Dropshipping

1.Baixo custo

Essa, sem dúvidas, é o que mais atrai as pessoas para criarem um negócio digital lucrativo. Por não ter loja física, os custos como aluguel, empregados, seguradora, estoque, inventário, são nulos. Em lojas normais, os custos apontados pela contabilidade são basicamente a execução da operação. Assim, se você optar por ter seu próprio site, você terá custo apenas com hospedagem, aplicativos, tema e etc.

2. Não precisa de estoque

Como o estoque está diretamente relacionado com os fornecedores de dropshipping nacional ou internacional, aquele gasto inicial para compor seu estoque e para mantê-lo, não existe. Assim, como já dito na vantagem 1, o custo que será fixo e que o empreendedor de dropshipping deve se preocupar, é apenas o gerenciamento do site, do seu escritório pessoal e da organização da vida financeira.

3. Logística mais simples

Como o transporte ocorre apenas do fornecedor para o distribuidor, ou seja, em um único canal, as informações sobre o status do transporte e rastreio ficam mais fáceis. Além disso, o faturamento passa a ser responsabilidade única e exclusiva do fornecedor. Poupa trabalho da sua contabilidade gerencial, não é mesmo?

4. Mais fácil de gerenciar

Armazenagem, separação, embalagem, expedição e rastreio passam a ser responsabilidade do fornecedor. Com isso, as burocracias e aquelas papeladas também. Essa economia operacional é gigantesca, já que as leis e papeladas que estão envolvidas nesses processos são muitas.

Essas burocracias poupadas também promovem uma redução dos custos, sob uma vista de um e-commerce tradicional.

5. Flexibilidade

Venda qualquer produto em qualquer lugar. É o sonho de qualquer um que não gosta do ambiente tradicional dos escritórios. Sem precisar se ancorar em um local para trabalhar e com a vantagem de ter diversos fornecedores, é possível vender qualquer produto em qualquer lugar.

O seu negócio digital tem um amplo campo na demanda do varejo e do atendimento. Sem se preocupar com a logística, você pode ir para qualquer lugar a qualquer hora, além de fazer seu próprio horário de trabalho.

Nem tudo é um mar de rosas, e com todas as vantagens acima, as desvantagens também estão inclusas no pacote. Vamos falar sobre elas:

Desvantagens do Dropshipping

1. Margens de lucro mais baixas em comparação com o de um atacadista ou fabricante

Alguns fornecedores, dependendo do segmento escolhido, podem praticar preços mais altos. Isso implica na diminuição dos lucros. Até porque, é esse fornecedor que ficará com toda a responsabilidade, e responsabilidade é algo que sai muito caro.

2. Responsabilidade

Se algo der errado em toda a cadeia citada acima, a culpa será do fornecedor. Mesmo sua marca ficando mal vista com esse erro, não será você quem deverá resolver, apenas o culpado. Por isso, antes de escolher qualquer fornecedor, pesquise para escolher o certo, pois essa etapa é extremamente importante.

3. Mínimos detalhes

Se você já comprou online, sabe que aquela embalagem toda detalhada, com recadinhos e mimos contam (e muito!).

Como é o seu fornecedor que irá cuidar de toda essa logística, raramente você terá como ter controle sobre isso, pois é o seu fornecedor que enviará o produto e definirá como será a embalagem.

Contudo, se você estiver disposto a pagar um pouco mais e seu fornecedor estiver disposto a fazer esse acordo, pode ser que isso se resolva.

4. Alto nível de concorrência

Tanto negócio físico ou digital contam com concorrência, mas, o dropshipping muitas vezes supera. A popularidade deste modelo de negócio faz com que cada vez mais pessoas migrem para esse empreendimento, o que significa que cada vez mais existam mais varejistas em diferentes segmentos. Se você não se destacar, poderá ser engolido com a concorrência.

Contabilidade para dropshipping

Em todos os casos a contabilidade se mostra um serviço essencial para esse nicho digital. Manter o controle do estoque do seu fornecedor pode ser muito complicado, e a falta de comunicação pode prejudicar ainda mais. Se, por exemplo, houver cancelamentos, logo, o estoque irá se alterar, e se não existir alguém mantendo o controle disso, seu negócio pode ficar mal visto. Ter um serviço de contabilidade avançada para gerenciar e organizar esses processos, é fundamental para que esses erros não ocorram. Ainda que você invista em softwares, se você não manter um bom controle junto ao fornecedor, as coisas podem desandar.

Outro problema que a contabilidade pode ajudar é em definir os melhores fornecedores. O lucro de um dropshipping pode variar de 15% a 45%, mas, para aqueles produtos duráveis, como eletrônicos, jóias e itens mais caros, podem gerar um lucro de até 100% se for bem gerenciado. Para que você garanta margens altas, é importante que a parceria, por exemplo, seja diretamente com o fabricante, e não com o fornecedor. Além disso, negociar sempre a maior margem de lucro e fazer uma pesquisa de mercado é fundamental para o sucesso do seu negócio.

Que fazer sucesso nesse ramo? Deixe a contabilidade total cuidar do seu negócio. Fale com a Bento Contabilidade.