Os Afiliados podem ser MEI?

A pandemia do coronavírus deixou ainda mais nítido que a internet se tornou o grande palco para complementar a fonte de renda ou até mesmo ser a única fonte de renda. Isso foi resultado do isolamento social em combinação com a crise econômica levando ao alto índice de desemprego. E aí nasceu os afiliados digitais.

Muitas pessoas começaram a trabalhar como afiliados de marketing digital, afiliado digital de serviços ou em plataforma de afiliados produtos digitais. Essa tem se mostrado uma opção muito lucrativa e vantajosa.

A Receita Federal em 2019 anunciou algumas mudanças para ser Microempreendedor Individual (MEI). Isso deixou com que muitos empreendedores ficassem perdidos se deviam ou não recorrer à abertura do CNPJ para continuar as atividades. Isso porque conforme o aumento da lucratividade como afiliado, continuar nos negócios com o CPF não pode ser tão vantajoso quanto ter um CNPJ.

As leis do microempreendedor individual mudaram após as mudanças feitas pela Receita Federal. Com isso, os afiliados não constam na lista das atividades permitidas pelo MEI.

 

E agora? Não sabe o que fazer? Preparamos um material exclusivo para te ajudar! Continue lendo e tire todas as suas dúvidas.

 

O que são os afiliados?

Você sabe o que é afiliado digital? Os afiliados são aqueles que divulgam os infoprodutos e tem por objetivo a divulgação desses produtos. Ou seja, devem atrair os clientes e convencê-los de comprar.

O mercado de afiliados digitais tem se tornado cada vez mais importante, uma vez que as pessoas estão cada vez mais exigentes na hora de comprar. Assim, o trabalho do afiliado é muito importante para convencer aqueles clientes que possuem fortes convicções particulares.

Assim, a cada venda que o afiliado fizer, ele ganha uma comissão. Logo, o dinheiro ganho é feito de forma totalmente online e é isso que tem conquistado cada vez mais o mercado.

 

Como funciona o marketing de afiliados?

O afiliado digital ganha dinheiro a partir das vendas, logo, seu principal objetivo é promover os produtos ou serviços para conseguir suas comissões.

A partir das vendas, as comissões surgem proporcionalmente. E, para que esse processo dê certo, é preciso seguir alguns passos. Veja abaixo:

 

  1. Lançamento de um infoproduto por uma empresa ou produtor digital;
  2. Divulgação do infoproduto pelo afiliado nas redes sociais ou plataformas;
  3. Os clientes acessam o produto através do link disponibilizado pelo afiliado e realizam a compra;
  4. Esse mesmo link é rastreado e o número de vendas é registrado;
  5. A empresa ou infoprodutor recebe o dinheiro obtido pela venda,
  6. O afiliado recebe sua comissão proporcional ao número de vendas.

 

Relação entre MEI e marketing digital

Como visto nos passos acima, todo o trabalho do afiliado é pelo meio digital e essas vendas geram as comissões. Consequentemente, o processo feito virtualmente deixa de lado algumas burocracias.

 

Os afiliados produtos digitais começam a realizar essas vendas com seu CPF, ou seja, como pessoa física e esse é o mais indicado já que o lucro começa a subir aos poucos. Mas, com o passar do tempo a experiência vai aumentando e com isso o dinheiro das comissões também. As vendas feitas pelo CPF começam a restringir os afiliados de algumas formas, como deixar seu dinheiro preso nas plataformas ou ter problemas contábeis.

Diante dessa situação, ser Microempreendedor Individual (MEI) pode ser a grande solução para continuar a ser um afiliado. O MEI possui uma carga tributária mínima e deixa o negócio muito mais rentável.

Mas, essa não é mais uma realidade para os afiliados do Brasil desde a mudança que ocorreu em 2019. As atividades de microempreendedor individual não incluem mais os afiliados.

 

E agora, o que fazer?

Com a saída das categorias dos afiliados na lista das atividades incluídas como permitidas na categoria do microempreendedor individual, as coisas não ficaram tão simples como eram. Agora, o afiliado não pode ser MEI.  Então, para se tornar um afiliado legalmente, é preciso abrir uma microempresa (ME).

Contudo, muitas pessoas perguntam, ao analisar a lista de atividade permitidas para MEI, se não poderiam se enquadrar na categoria de “promotor de vendas”. Contudo, não é uma categoria permitida para os afiliados, uma vez que o afiliado realiza ações relacionadas ao marketing, ou seja, a divulgação. Já o promotor de venda é aquele que representa um produto. Entendeu a diferença?

Por isso, para se tornar um ME, entre em contato com uma contabilidade de confiança para se enquadrar e fugir de algumas burocracias. Continuar a ganhar com o CPF pode parecer a maneira mais fácil agora, mas, futuramente as contas começarão a vir.

 

 Qual a vantagem de ter um CNPJ sendo afiliado?

Se você está em dúvidas se continua a ser afiliado sem MEI e CNPJ, saiba que seus ganhos serão comprometidos.

As plataformas para afiliados digitais (algumas) possuem restrições quanto ao limite de saque. Mesmo a Hotmart, umas das mais famosas plataformas, retirando essa regra, é preciso ficar atento. Ao declarar o imposto de renda, pode ser que a vantagem de ter um CNPJ seja gigantesca.

Com um CNPJ regularizado você conseguirá atuar como afiliado dentro da lei sem precisar se preocupar se está ou não rompendo algumas regras e se sairá ou não prejudicado. Além disso, ter uma estrutura para o seu negócio é um ponto muito positivo, já que possibilitará crescimento com afiliado.

 

Como regularizar a sua situação

Se você acabou de começar no mercado como afiliado e ainda atua com o CPF ou já se tornou MEI e não está atuando mais de forma regular, saiba que há caminhos diferentes para se regularizar.

 

Já sou MEI e afiliado, o que fazer?

Nesse tipo de situação, o mais adequado é procurar um contador para regularizar a situação. Em seguida, será necessário enquadrar sua empresa dentro do regime tributário adequado, que é o Simples Nacional e dar baixa no MEI.

 

Ainda não possui CNPJ, como legalizar minha situação?

Para essa situação, é preciso abrir o CNPJ de outra forma sem ser MEI, como por exemplo ME. Para fazer isso, é importante que conte com um serviço de contabilidade especializado para fazer de forma correta.

Ainda tem dúvidas? Para crescer no mercado de afiliados é importante que as questões burocráticas estejam em ordem. Para isso, fale com a Bento Contabilidade e conte com todo o suporte necessário com a regularização do seu negócio!