Contabilidade para dropshipping nacional

Com a rápida entrada do mercado nacional na internet, as formas de trabalho mudaram de forma drástica. O dropshipping no Brasil foi um dos grandes exemplos de sucesso de uma nova forma rápida e eficiente de se ganhar dinheiro. Com isso, algumas leis não conseguem acompanhar a forma que a internet se molda e acaba que questões burocráticas nessas novas áreas, como o dropshipping, são quase inexistentes. Logo, não sabem como o dropshipping funciona ou a contabilidade geral para esse segmento. Mas, para entrar em um ramo no mercado, é fundamental saber como funciona e os detalhes para não deixar nada passar!

O dropshipping internacional e nacional são muito procurados e possuem ótimos resultados. Essa prática conquistou um espaço na internet e conquista qualquer empreendedor quando o quesito é lucratividade realizando essa atividade. Shopee, dropshipping mercado livre, americanas… São muitos os tipos de negócios para vender nessa modalidade e até mesmo para pequenos artesãos.

São inúmeras as vantagens desse modelo de negócio, principalmente para aquele empreendedor que não possui muitos recursos. Além de você não precisar se preocupar com o envio, tem total autonomia e pode escalar seu negócio facilmente. São diversos os nichos: dropshipping de roupas, dropshipping cosméticos, dropshipping camisetas personalizadas etc.

Quer saber como a contabilidade atua nesse tipo de negócio? Calma que já vamos falar!

 

O Dropshipping é uma prática legal no Brasil?

A dinâmica de trabalho do dropshipping tem feito que esse modelo fizesse muito sucesso, já que permite que a logística seja bem diferente da tradicional. Essa estratégia permite que todo esse processo fique mais ágil e que funcione mesmo sem o estoque.

De forma muito simples, uma loja que participa da modalidade de Dropshipping podendo ser produtos dropshipping nacional ou internacional. Ao colocar os produtos na loja parceira, o dropshipping envia o pedido para que o esse fornecedor cuide da entrega do produto.

Assim, a pessoa que atua com o dropshipping apenas monta o site para vender, o resto é realizado pela empresa ou site fornecedor.

Dessa forma, é importante entender que cada fornecedor possui sua taxa e que podem variar conforme o produto. Mas, a pratica do Dropshipping no Brasil não é considerada ilegal, apenas não é uma atividade regulamentada.

Isso significa que o dropshipping é permitido no Brasil, mas que não há uma lei específica para falar sobre o tema. Como falamos anteriormente, as leis brasileiras não acompanham as inovações, e por isso, é natural encontrar a mesma situação em qualquer atividade que seja inovadora.

Quando isso acontece é necessário analisar as leis existentes para encontrar atividades (CNAE’S) que possuam características semelhantes às da atividade de dropshipping para abrir o CNPJ.

Preciso formalizar uma empresa para operar dessa maneira?

Não há sim ou não para a responder a essa pergunta. Mas, com certeza se o seu faturamento está alto, se formalizar abrindo o CNPJ é a melhor forma para pagar menos impostos. Mas, caso prefira atuar sem, também não há problemas.

A formalização é a melhor forma de atuação para quem quer empreender. São inúmeros os benefícios. Por isso, procurar uma contabilidade tributária para analisar sua situação é o recomendado.

Uma pessoa física pagaria 27,5% ao ganhar mais do que R$4.664,68 por mês. Uma taxa absurdamente alta. Basicamente, o dropsipping conta com um faturamento mais alto que este por mês e, por isso, as taxas seriam muito maiores.

A contabilidade é um serviço essencial para quem deseja se regularizar. Isso porque se trata de um ramo novo e que exige um pouco mais de cautela.

 

Qual o regime tributário adequado para Dropshipping?

O regime tributário se trata de um conjunto de regras impostas pela Receita Federal. Diante dessas regras, a contabilidade financeira deve comprovar que toda a movimentação da empresa é legítima. Assim, é com base nessas regras que se determina o valor dos impostos que devem ser pagos. Atualmente, temos 4 regimes tributários.

Antes de falar qual o regime tributário adequado, é importante saber que abrir o CNPJ para Dropshipping pelo MEI (Microempreendedor Individual) não é mais permitido. Isso porque apenas pode ser MEI quem se enquadra em uma das profissionais do programa ou fatura até de R$81.000,00 anualmente.

Com isso, para a modalidade do Dropshipping há a opção de escolher o Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real. Lembrando que o Lucro Real. É mais comum ver o dropshipping atuando na modalidade do Simples Nacional. Isso porque o Lucro Real se torna vantajoso apenas para aquelas grandes empresas que faturam acima de 4 milhões de reais mensais. Além disso, o Lucro Real é o único regime tributário que permite deduzir gastos com anúncios e, por isso, conta com muitas leis.

Então, para dropshipping, os regimes tributários mais aconselhados são o Simples Nacional e o Lucro Presumido. Contudo, falar com a contabilidade antes de escolher será uma escolha crucial no sucesso do seu negócio.

 

Como é calculado o imposto no Simples Nacional e no Lucro Presumido?

Antes de falarmos sobre isso, é importante entender que o Dropshipping funciona como prestação de serviços e não uma atividade de comércio. Isso porque ele intermedia os negócios e promove as vendas. Assim, o produto nunca pertenceu a empresa, e por isso, seu valor não é considerado no cálculo.

Ainda não entendeu? Vamos supor que o valor total gerado pelas vendas foi de R$300,00, e foi gasto R$100,00 de mercadoria. Então, para calcular o imposto nesses dois regimes tributários é subtraído o valor da mercadoria pelo valor total gerado pelas vendas, resultando em R$200,00. A contabilidade tributária irá considerar o valor de R$200,00 para calcular o imposto.

 

Qual o papel da contabilidade?

Muito mais além da contabilidade geral atuar apenas no regime tributário e pagamento dos impostos, as outras obrigações contábeis como funcionários também são realizadas. Isso inclui gestão de pagamentos, análises de crescimento e declarações.

Agora, sabendo como funciona a contabilidade no dropshipping nacional, já dá para entender qual a importância da contabilidade e como ela atua nesse segmento.

Se ainda possui dúvidas sobre como funciona a contabilidade no dropshipping ou não sabe qual regime tributário escolher, fale com um dos especialistas nesse assunto aqui na Bento Contabilidade!