Contabilidade para coprodutores: a importância do contador no processo de co-produção

O que é co-produção e o que faz um coprodutor?

Você sabe o que é a coprodução? Nada mais é que a comercialização de produtos digitais em parceria com outras pessoas. Ou seja, é quando o produtor e o coprodutor se juntam para vender o infoproduto junto com os afiliados.

Ou seja, o coprodutor atua no mercado dos infoprodutos e presta auxílio tanto para o desenvolvimento quanto para a divulgação de infoprodutos em plataformas como Hotmart, Eduzz e Monetizze. Em troca dessa ajuda, a cada venda o coprodutor pega um percentual.

Mas, quem pode ser coprodutor? Normalmente são profissionais que editam vídeos, profissionais de social media ou agências de lançamento de infoprodutos.

Vale lembrar que as agências de lançamento digital são aquelas que montam estratégias para que o lançamento seja um sucesso e que aumentem as vendas. Nesse âmbito, as empresas de lançamento digital são especializadas também em prestar esse tipo de serviço e contribuem (e muito) para o crescimento do negócio online.

 

Contabilidade para coprodutores: vale a pena ser autônomo ou pessoa jurídica?

Como se trata de uma área não muito conhecida, a contabilidade para coprodutores ainda é um grande enigma e que causa muitas dúvidas. Entre as dúvidas, as maiorias das perguntas e dúvidas são sobre a tributação e o pagamento de impostos ao trabalhar como coprodutor.

Contar com a contabilidade tributária é fundamental para resolver essa questão. Muitos profissionais desse segmento não acham necessário contar com a orientação de uma contabilidade. Mas, continuar pagando impostos como pessoa física ao invés de procurar ajuda e achar que o gasto será muito maior ao se formalizar é um dos grandes erros que as pessoas cometem.

Ter a ajuda de uma contabilidade avançada especialista em coprodução fará toda a diferença sobre os impostos e na tributação. O erro de continuar como pessoa física, seja por comodidade ou por achar que está saindo no lucro é um grande erro que na prática muitas pessoas cometem.

Ao se tornar pessoa jurídica, o profissional co-produtor deixa de ser tributado pelo imposto de renda que conta com altíssimas alíquotas e passa a fazer parte de regimes econômicos como o Simples Nacional.

 

Por que contratar uma contabilidade para coprodutor?

O serviço de contabilidade total para o profissional coprodutor é essencial para quem deseja sobressair nesse mercado e ter um negócio altamente lucrativo. Saber gerir as finanças é um dos maiores desafios dos brasileiros e lidar com assuntos financeiros, tributários e fiscais ainda são questões difíceis de lidar. Afinal de contas, trabalhar como co-produtor ainda é um ramo novo do mercado e que possui suas singularidades.

Não ter o apoio de um serviço especializado, como a contabilidade fiscal, contabilidade consultiva, contabilidade de custos e a contabilidade gerencial acaba gerando despesas desnecessárias e comprometendo que seu negócio se torne um negócio de sucesso.

Além da diminuição de impostos e o melhor enquadramento do seu negócio, contar com a contabilidade especializada em co-produção garante que muitos erros sejam evitados. Um dos grandes erros que podem ser vistos é a emissão de notas fiscais e a falta de orientação para gestão e seguimento do negócio.

Está com dúvidas se deve contratar a contabilidade? Saiba que a contabilidade é serviço essencial e que irá contribuir significativamente para o crescimento do seu negócio.

 

Como reduzir os impostos dos coprodutores?

Com a contabilidade auxiliando na escolha do melhor regime tributário e do CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas) correto é possível reduzir os impostos dos coprodutores. Por isso, ter a ajuda profissional desde o início das atividades, desde a escolha da atividade econômica ao abrir o CNPJ como a escolha do enquadramento tributário decidirá o rumo da sua empresa futuramente já que são decisões diretamente relacionadas ao financeiro do seu negócio.

Para avaliar isso, basta olharmos a diferença dos coprodutores que abriram com auxílio e sem auxílio. Comparar as tributações dos coprodutores que abriram um CNPJ com aqueles que preferiram atuar como PF também nos traz uma diferença significativa para os lucros.

Para o segmento de coprodução, o regime tributário mais indicado são o Simples Nacional e Lucro Presumido. Abaixo, falaremos um pouco mais sobre eles:

 

Contabilidade para coprodutores: Simples Nacional

Para os co-produtores que trabalham com infoprodutos, a tributação pode variar de 3 formas:

1 – A primeira forma de tributação do Simples Nacional é para aqueles que vendem e-books. Nesse contexto, as alíquotas variam entre 4% e 11,12%. Contudo, o ICMS é isento para a venda desse tipo de infoproduto e a tributação pode ser ainda menor.

2 – Já nessa segunda forma de tributação do Simples Nacional, se enquadram aqueles que trabalham com cursos online, outro tipo de infoprodutos. Também se enquadram aqueles que pegam pró-labores igual ou maior que 28% do faturamento ou que possuem despesas com a folha de pagamento. Nesse contexto, as alíquotas variam entre 6% e 19,50%.

3 – Já nessa segunda forma de tributação do Simples Nacional, se enquadram aqueles que trabalham com cursos online, outro tipo de infoprodutos. Também se enquadram aqueles que pegam pró-labores inferiores a 28% do faturamento ou que possuem despesas com a folha de pagamento. Nesse contexto, as alíquotas variam entre 15,50% e 19,25%.

 

Contabilidade para coprodutores: Lucro Presumido

Agora que já entendemos como funciona o Simples Nacional, vamos entender como funciona o Lucro Presumido:

  • Venda de ebooks: a alíquota para quem se enquadra é de 5,93%. Porém é possível que consiga uma alíquota menor que 5,93% ao aplicar a isenção de COFINS e do PIS.
  • Venda de cursos online: a alíquota para venda de cursos online varia de acordo com o ISS e o município que está atuando. Assim, o valor da alíquota pode variar de 13,33% a 16,33%.

 

Caso ainda esteja tudo muito confuso, conte com a Bento Contabilidade para a escolha do melhor regime tributário. Até porque, essa escolha está diretamente associada ao sucesso do seu negócio.

Entre em contato com um dos nossos especialistas em contabilidade para co-produtores e veja nossas propostas para assessorar de forma adequada o seu negócio!